Pinguim 3.0: nova atualização no algoritmo do mecanismo de pesquisa da Google.

Já é oficial o PINGUIM 3.0, a sexta atualização do filtro spammy do algoritmo do motor de busca da Google.

O Pinguim 3.0 começou a atuar no dia 18 de outubro e continuará a ser introduzido e implementado durante as próximas semanas, segundo informações de fontes fidedignas obtidas pelo signatário deste artigo. Ou seja, somente dentro de duas ou três semanas poderemos realmente observar os efeitos da atualização do filtro.

Google Pinguim 3.0

A atualização é denominada 3.0 apesar de ser a sexta, uma vez que a Google renomeou a quarta atualização como 2.0:

– Pinguim 1.0 : 24 abril 2012.
– Pinguim 1.1 : 26 maio 2012.
– Pinguim 1.2 : 5 outubro 2012.
Pinguim 2.0 : 22 maio 2013.
– Pinguim 2.1 : 4 outubro 2013.
– Pinguim 3.0 : 18 outubro 2014.

Sobre a atualização 2.0 publicámos um artigo que aconselhamos a ler

Enquanto o filtro Panda tenta melhorar e corrigir os resultados (SERP) do motor de pesquisa da Google baseado em critérios de qualidade de conteúdo, o filtro Pinguim pretende melhorar e corrigir os resultados com base em critérios anti-spam e anti-SEO black hat.

Concretamente são afetados os sites posicionados à custa de backlinks adquiridos de forma não natural, os chamados sites de afiliados, sites spam e outros.

Apesar da Google já ter confirmado o update, ainda não esclareceu e clarificou que tipos de sites ou de práticas serão afetados desta vez.

Alguns pontos são certos:

1. O update começou por ser implementado em sites internacionais (Google.co.uk, Google.de, Google.fr, Google.pt, etc) antes da implementação em sites dos Estados Unidos (Google.com).  Ao contrário do ocorrido em atualizações anteriores.

2. Os denominados sites de afiliados serão especialmente atingidos. Ou seja, sites construídos unicamente com o objetivo de levarem o visitante a clicar em links de afiliados ou em links de anúncios CPA sentirão o filtro Pinguim.

3. Penalizados redirecionamentos 301. Verificou-se que foram penalizados sites que tentaram contornar anteriores penalizações fazendo recurso a redirecionamento 301.

4. Sites anteriormente penalizados devido ao uso da construção de backlinks não naturais, terão a oportunidade de serem despenalizados caso tenham corrigido essa incorreta prática de SEO.

Pinguim Black HatNão temos muita esperança e confiança de que seja esta a atualização e correção do algoritmo do motor do Google que irá terminar com as inúmeras situações injustas no posicionamento de sites nas páginas de resultados das pesquisas (SERP).

O motor do Google continua a apresentar nas primeiras posições das páginas de resultados sites 100% spam, construídos unicamente com o propósito de conseguir cliques em anúncios PPC, adsense, CPA ou afiliados.

Apesar de todas as melhoras realizadas, um longo caminho de correções e melhoramentos no algoritmo e seus filtros ainda falta percorrer, para tornar o motor de busca da Google uma ferramente realmente útil e desprovida de resultados errôneos. Para não falar na cada vez maior interdependência entre esta empresa (Google) e outras corporações e entidades multinacionais, com consequências obvias nefastas nos resultados apresentados nas pesquisas.

, , , , ,

Comments are closed.