ATENÇÃO: vem aí o Pinguim 2.0!

Pinguim 2.0: a tão esperada atualização do algoritmo do motor de busca do Google será para breve!

Mais de um ano após o lançamento da atualização Pinguim do famoso e obscuro algoritmo de procura e SERP do Google (24 de abril de 2012), o chefe da Equipa Anti-spam do Google, Matt Cutts, acaba de anunciar e apresentar o Pinguim 2.0.

Segundo Matt Cutters, a atualização Pinguim continua a centrar-se no combate ao spam e a técnicas “black hat” de SEO. “A versão 2.0 será mais fácil de entender do que foi a versão anterior e o seu impacto mais profundo”, segundo palavras do funcionário da Google.

Matt também referiu que as esperadas alterações ao algoritmo terão lugar nas próximas semanas, prevendo-se que no final do verão os sites que utilizam técnicas “black hat” de SEO sejam penalizados em termos de resultados orgânicos de busca (SERP). Contudo, assinalou que sites de qualidade e de autoridade sairão beneficiados desta atualização.

Sempre que publicamos algum artigo em algum site web 2.0, ou comentário em algum fórum ou blog, com o intuito de criarmos um backlink para o nosso site estamos a utilizar técnicas classificadas como black hat.
Ler artigo completo


Pinguim 2.0 Black Hat

Durante o verão saberemos se este Pinguim 2.0 realmente vai atingir os spammers e utilizadores de técnicas “incorretas” de SEO, ou se uma vez mais vai prejudicar pequenas empresas e profissionais freelancer, em contrapartida de facilitar as grandes corporações. Na realidade, a história recente das atualizações do algoritmo tem demonstrado que infelizmente esse tem sido o caminho do gigante Google.

Estas foram as atualizações anunciadas:

  • Anúncios – Serão penalizados os sites que utilizem anúncios pagos noutros sites para conseguirem inflacionar os seus backlinks. Incluindo “guest posts” pagos e outro lixo digital.
  • Spam Queries – Determinadas palavras chave (keywords), normalmente utilizadas em técnicas de “black hat”, atrairão a especial atenção da equipa anti-spam do Google. Matt referiu, como exemplo, o termo “payday loans” em google.co.uk.
  • Links Networks – Alguns webmasters ou especialistas em SEO, têm construído networks de links, de uma forma não natural, evitando ser punidos pelo Google.
  • Análise de backlinks mais sofisticada – Este é, na minha opinião, o ponto que deixa maior expectativa… vamos ver o que vão dizer (e fazer) todos esses “especialistas” quando as suas teorias acrobáticas de criação de backlinks “caírem por terra”… O algoritmo irá prestar maior atenção à origem dos backlinks; quando forem detetadas técnicas de “black hat” de SEO na obtenção dos backlinks, o site será automaticamente penalizado.
  • Sites Hackeados – Google melhorará os mecanismos de advertência aos utilizadores de que um determinado site foi hackeado, assim como melhorará o sistema de notificação a webmasters e proprietários de sites nessas condições, sugerindo ações corretivas.
  • Sites de Autoridade – Segundo Matt Cutts, o posicionamento dos sites de autoridade serão reforçados e melhorados com Pinguim 2.0. Muita atenção então aos teóricos dos mini-sites. Não nos esqueçamos que Google adora sites de autoridade. Com certeza que este será outro aspeto bastante controverso do update e que muito se escreverá ainda sobre este tema
  • “Beijoca” Panda – Segundo Matt, Google sabe que alguns sites afetados pelas atualizações Panda não são na realidade sites spammers, pelo que nesta versão da atualização pinguim serão introduzidas correções que minimizem o impacto dessa atualização nesses sites.
  • Página de resultados (SERP) com diversos links ao mesmo site – No sentido de diversificar os resultados da primeira página de resultados, Google irá reduzir o número de resultados e links referentes ao mesmo domínio. Se for corretamente implementado, esta será uma estupenda medida na “democratização” e justiça dos resultados desse motor de busca.
  • Comunicação com os Webmasters – No final, Matt Cutts expressou o seu desejo de conseguir uma maior comunicação com os webmasters, para que todos “consigam os resultados que merecem”. Pessoalmente, parece-me pura demagogia, completamente desenquadrado do resto da comunicação. Matt demonstrou o que significa “falar por falar”…

Seja como for, concordemos ou não com algumas das políticas financeiras, económicas ou de privacidade do gigante corporativo chamado Google, não é agradável ver as primeiras páginas dos resultados de buscas repletas de lixo, colocado por spammers e outros oportunistas.

Esperamos que após Pinguim 2.0, mais do que nunca, a principal regra do SEO seja conteúdo de qualidade, interessante e original.

Vejamos o vídeo em que Matt Cutts apresenta a versão 2.0 do Pinguim:

, ,

Trackbacks/Pingbacks

  1. SEO: Google lança Pinguim 2.0! - 26/05/2013

    […] Alvaro Moura e […]

  2. 10 regras do jornalismo que podem nos ensinar tudo sobre Marketing de Conteúdo | NucleoRS - 21/06/2013

    […] lançamento do Pinguim 2.0 confirma que nós já esperávamos há alguns anos: o conteúdo é o novo […]

  3. Pinguim 3.0: atualização dos filtros do algoritmo do Google. - 22/10/2014

    […] : 24 abril 2012. – Pinguim 1.1 : 26 maio 2012. – Pinguim 1.2 : 5 outubro 2012. – Pinguim 2.0 : 22 maio 2013. – Pinguim 2.1 : 4 outubro 2013. – Pinguim 3.0 : 18 outubro […]