O que são e para que servem os backlinks?

Backlinks são hiperligações (links) em distintos locais da web, apontando para determinado site.

É muito frequente vermos em fóruns, comentários de blogs e nas redes sociais discussões sobre este assunto. A questão é que uma das bitolas dos motores de busca para atribuírem importância relativa a um determinado site e consequente posicionamento nos resultados de procura (SERP) é a quantidade de backlinks que apontam a esse site.

seo backlinks

Existem duas maneiras de construir backlinks: a natural e a artificial.

A maneira natural é sem dúvida o melhor método de construir bons backlinks para o seu site ou blog. Qual a técnica? Nenhuma… simplesmente crie e publique conteúdo original, interessante e de qualidade e naturalmente, com o tempo, hiperligações aparecerão apontando para a sua página.

Muito simples, demoroso mas eficaz. Assim foram construídos os backlinks para o nosso melhor site, em termos de posicionamento nos resultados de procura (com posição número dois nas páginas de resultados do google para a principal keyword e nas posições segunda a quinta para as restantes, com uma média mensal de quinze a vinte mil visitantes oriundos de procuras nos motores de busca). Puro white hat SEO, demorado mas super eficaz; para esse site a nossa equipa preocupa-se exclusivamente na publicação frequente de conteúdo original, interessante e de qualidade, sendo os resultados evidentes.

Outra maneira possível de construir backlinks para o seu site é através de métodos artificiais. Todos essas processos artificiais são técnicas de black hat, não tenham dúvida, black hat não é somente hacking com propósitos criminais ou de vandalismo. Sempre que publicamos algum artigo em algum site web 2.0, ou comentário em algum fórum ou blog, com o intuito de criarmos um backlink para o nosso site estamos a utilizar técnicas classificadas como black hat. Com toda a certeza que se Google suspeita, o site em questão será penalizado.

Poderemos contudo, considerar que simplesmente estamos a promover o nosso site na web, o que é perfeitamente válido e legal.

Essas técnicas artificiais, utilizadas com moderação e cuidado, tentando sempre parecer como naturais, são também utilizadas pela nossa equipa, nos nossos mais de cem sites nos mais distintos nichos de mercado e nos sites dos clientes que contrataram o nosso serviço de Otimização para Motores de Busca (SEO- Search Engine Optimization).

Não falaremos aqui dos serviços e programas de criação e submissão automática de backlinks, pois os links construídos desse modo não têm qualquer valor, pelo contrário, normalmente  fazem o site em questão ser penalizado, podendo eventualmente ser desindexado dos motores de busca.

Exemplos de locais onde podemos construir e inserir backlinks de qualidade:

- Social Bookmarks

digg, del.icio.us, reddit, StumbleUpon, etc.

Perfis de usuário em fóruns de discussão

- Artigos e páginas em sites web 2.0

 wordpress.com, weebly.com, typepad, blogger, livejournal, tumblr. squidoo, blogspot, scibd, yola, ning, edublogs, etc.

-  Artigos em Diretórios de Artigos

Ezine Articles, artigonal.com, diretoriodeartigos.net, buzzle.com, Go Articles, Article Dashboard, etc.

- Artigos em blogs

- Guest posts em blogs

Ver vídeo de Matt Cutts sobre este tema.

- Comentários em blogs

- Redes Sociais

Twitter, Google+, Linkedin, Pinterest, Orkut, Facebook, etc.

- Wikis

- Diretórios de sites

- Blogroll links

Também podem produzir alguns backlinks, apesar de não ser muito recomendável.

É extremamente importante que o texto âncora dos backlinks não seja sempre o mesmo, pois o algoritmo do google interpretará isso como algo artificial, podendo desconsiderar a hiperligação e eventualmente penalizar ou desindexar o site.

Queremos sobretudo backlinks provenientes de sites com um PR (Page Rank) mínimo de 3. Note que o peso do page rank do link é determinado pelo page rank do domínio, não pela página onde se encontra o link, o que é uma boa notícia, uma vez que normalmente as páginas têm PR baixo ou inexistente.

O algoritmo do Google posiciona os sites tendo em consideração, entre outros aspetos, a sua popularidade. Se um site tem um elevado Page Rank e o seu URL está lá incluído, será então mais importante que encontrar a sua URL num site de spam ou com baixo PR.

É também importante que os backlinks venham de artigos, posts ou páginas com contexto, ou seja, que tratem de um assunto relacionado com o site ou a página para a qual apontam, mesmo que o site de origem tenha uma baixa PR. Evitem situações de centenas ou milhares de backlinks construídos num curto período de tempo ou muitos backlinks fora de contexto e sem valor. O algoritmo Google não perdoa quando verifica que o jogo está viciado…

Importam sobretudo os links “dofollow”, não sendo contudo de desconsiderar alguns links “nofollow”, pois além de isso parecer “mais natural”, certos links “nofollow”, como por exemplo os da Wikipédia, podem ser uma valiosa fonte grátis de tráfico. ( Sobre “nofollow” tag ver este interessante vídeo de Jim Stewart)

Na realidade ninguém conhece o algoritmo do maior motor de busca do mundo, o Google. Só conhecemos conjeturas e opiniões de alguns especialistas, baseadas em alguns relatórios oficiais da corporação, nas dicas de Matt Cutts e sobretudo na experiência e constatação dos factos.

É muito importante não deixarmos marcas dos nossos esforços de link building (construção de links):

Recentemente, numa entrevista, Jon Cooper deu uma resposta muito realística sobre como nos mantermos protegidos das penalizações do google, quanto ao tema dos backlinks:

- Como mantermos os nossos esforços de construção de backlinks, protegidos de uma possível penalização do algoritmo Penguim?

- Jamais deixe rasto, “impressões digitais”. O algoritmo consegue detetar padrões. Se você não deixar marcas, não interessa que pareça “black hat” ou contra as políticas e orientações do Google, não poderão pegar-lhe por nada.

,

Trackbacks/Pingbacks

  1. ATENÇÃO: vem aí o Pinguim 2.0! - 20/05/2013

    […] Anúncios – Serão penalizados os sites que utilizem anuncios pagos noutros sites para conseguirem inflacionar os seus backlinks. […]